Livro da Tribo – Eu tenho o meu! {Reflexão 01}

Sabem aquelas agendas mágicas? Aquelas que têm tudo o que você quer numa agenda, desde espaço o suficiente pra escrever até poemas em cada uma das páginas? Pois é, eu tenho uma. Se chama “Livro da Tribo” e foi um achado! Mais antes que eu comece a fazer você morrer de inveja, quero colocar aqui um poema, desta minha agenda perfeita, que me fez refletir um pouco. A impressão que este poema me causou foi extrema e bela. Quero compartilha-lho:

Tavariana
Alguns poetas cantam as estrelas
Outros mistérios abissais
Até há os que ninguém entende
Mas são do grande baralho
Quanto a mim, poeta chinfrim
Coube cavar o dia-a-dia
Na ilusão de encontrar
Entre o refugo e o cascalho
Uma lasquinha de poesia
{Ulisses Tavares}
Pode até ser considerado bobo. Mais pra mim é arte pura. É exatamente esta lasquinha de poesia que eu procuro encontrar todos os dias, pra me tornar mais ‘eu mesma’ e pra respirar aliviada. É uma razão pra continuar. Uma essência, invisível à olho nú. Essência pra vida. Pra viver. Num mundo onde a cada dia é mais difícil sorrir, cantar ou ser feliz, vendo guerras, mortes e destruição por onde quer que formos, este pedacinho diário de poesia acalenta, tranqüiliza e faz sorrir. Assim sendo, me sinto como o poeta, a quem ninguém vai mesmo entender, até que o sopro de vida lhe falte.
Enfim… querendo ou não… SOU UMA ESPÉCIE RARA, E JÁ ESTOU EM EXTINÇÃO.
Livre, só me resta viver…
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s