Os Dez Mandamentos do Bom Eleitor

A Rakky teve acesso a essa lista através da “Agenda da Juventude” distribuída em todo o país pelo Centro de Capacitação da Juventude (CCJ). Acompanhem e votem direito!


OS DEZ MANDAMENTOS DO BOM ELEITOR

1. Conheça as necessidades do município:
O município é a sua casa, o lugar onde você espera viver em paz, com dignidade. Mas é uma casa cheia de problemas. Procurando
conhecê-los você pode ajudar, resolvê-los.

2. Verifique as condições de vida do povo:
Elas têm piorado: favelas, violência, falta de moradia e saneamento básico, transporte ruim, falta de escolas, creches e hospitais. Seu voto pode ser o primeiro passo para começar a mudar essa situação.

3. Pense que prefeito é SERVIDOR e não “BENFEITOR”:
Ao escolher auxiliares, ao construir escolas e obras públicas, ele não está fazendo nenhum favor, nem gastando dinheiro de
seu bolso. Está aplicando impostos que você paga.

4. Saiba o que um vereador deve fazer:
Ele faz as leis municipais, define prioridades, fiscaliza o Prefeito e seus secretários. Precisa ter capacidade para fazer boas leis e ter independência para fiscalizar o Executivo.

5. Não veja a eleição como se fosse loteria:
Voto errado é prejuízo certo para todos. Só pode ser corrigido na eleição seguinte. Investigue seus candidatos. Se é novato, veja o que já fez pelo município, que justifique a candidatura. Se pleiteia reeleição, veja se defendeu os interesses da comunidade ou os seus próprios interesses e os dos amigos.

6. Fique atento às propostas e aos gastos da campanha:
Quem promete mundos e fundos, engana o eleitor. Só acredite em propostas viáveis e só confie em quem merece confiança. Quem esbanja na campanha, vai querer recuperar o que gastou ou vai ficar comprometido com quem o financiou.

7. Acompanhe a atuação dos partidos:
Partido confiável é o que se alinha sempre com as causas do povo. Não merece votos o que trai os interesses da população.

8. Reconheça a importância do seu voto, não o venda jamais:
Só pelo voto lúcido, o povo pode esperar dias melhores. Não desperdice nem venda o voto. Venda de voto é corrupção.
Compromete quem compra e quem vende. Que moral você terá para condenar os corruptos, se você mesmo se deixa corromper?

9. Considere que o município faz parte da realidade nacional:
Um bom candidato não se ocupa só com problemas particulares e locais. Deve ter visão de conjunto e contribuir para corrigir as injustiças onde quer que possa influir. Não existe democracia onde largas camadas vivem a margem da dignidade humana e do progresso social.

10. Fiscalize a atuação dos que foram eleitos:
Cidadania não se esgota no voto. Tão importante quanto votar bem é acompanhar as ações dos eleitos. Faça sugestões, cobre promessas de campanha, questione quando for o caso. Os eleitos estão lá apenas para representar a SUA vontade, os SEUS direitos. COBRE-OS.

Anúncios

2 comentários sobre “Os Dez Mandamentos do Bom Eleitor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s