Absurdo: Homossexuais não podem doar sangue


Você não acredita nisso?

Pois é, eu também não acreditei.

Estava conversando com um amigo meu, faz um tempinho já. Ele é homossexual assumido há aproximadamente dois anos e meio. No meio de uma conversa qualquer, ele me pareceu um tanto triste. Perguntei se estava tudo bem, e ele me falou sobre uma das coisas mais preconceituosas que eu já escutei na minha vida: HOMOSSEXUAIS NÃO PODEM DOAR SANGUE.

Pois é, ele foi ao Hospital das Clínicas para fazer sua doação. Contou que tudo correu bem no teste de anemia, pressão e tudo o mais, até a parte da entrevista. Geralmente, as perguntas relacionadas na entrevista são sobre tudo: desde a última coisa que você comeu até a sua vida sexual, se tem mais que um parceiro, se tem parceiro fixo, se deixou de usar camisinha em alguma relação sexual, para as mulheres, se tem risco de gravidez… até que chegou o momento da pergunta sobre a orientação sexual.

– Qual é a sua orientação sexual?

– Eu sou homossexual!

– Então… Infelizmente você não pode doar sangue.

(silêncio)

– Você está precisando fazer algum exame? Quer fazer um exame de sangue?

– Não moça, muito obrigado. Eu já fiz esse exame, tem pouco mais de um mês.

Foi mais ou menos esse o diálogo. Durante todo o tempo que passou depois que meu amigo assumiu a sua homossexualidade, nunca se sentiu tão humilhado. Ele queria saber se, caso tivesse dito que era bi, ou que era hetero, mas já tinha tido experiências com pessoas do mesmo sexo a coisa teria sido diferente. E eu fiquei com vontade de saber também. Comecei a pesquisar o assunto.

Não foi com muito custo que encontrei: a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) determina, na norma técnica RDC nº153, que os homossexuais não podem doar sangue, porque a doação e a utilização do sangue doado dependem, invariavelmente, do estilo de vida do doador. Essa norma na integra pode ser lida aqui. Veja abaixo o trecho que fala sobre a proibição:


B – Doação de Sangue

B.5 – Critérios para a seleção dos doadores

B.5.2.7 Estilo de vida

d) Serão inabilitados por um ano, como doadores de sangue ou hemocomponentes, os candidatos que nos 12 meses precedentes tenham sido expostos a uma das situações abaixo:

– Homens e ou mulheres que tenham feito sexo em troca de dinheiro ou de drogas, e os parceiros sexuais destas pessoas.

– Pessoas que tenham feito sexo com um ou mais parceiros ocasionais ou desconhecidos, sem uso do preservativo.

– Pessoas que foram vítimas de estupro.

– Homens que tiveram relações sexuais com outros homens e / ou as parceiras sexuais destes.

As outras razões para recusa da doação são bastante válidas e tá bem na cara que visam proteger a saúde de quem recebe a doação. No caso de homens que mantiveram relações sexuais com outros homens é que eu não entendi. Porque é que não podem doar? Como comparar alguém que sofreu um estupro com um homossexual? Porque igualar a proibição da doação de sangue para pessoas que fizeram sexo em troca de drogas, ou que mantiveram relações sexuais com parceiros desconhecidos e sem uso de preservativo com a relação sexual entre duas pessoas do mesmo sexo? Acaso se pensa que o gay não conhece seu parceiro? Não se previne?


Achei a proibição porca, homofóbica, injusta. Acho que todo cidadão tem o direito de exercer sua cidadania. Meu amigo, como muitos outros gays, queria doar sangue, um ato de caridade, um auxílio a tantas pessoas que precisam de sangue. Queria apenas ajudar, da forma que pode. Tudo bem que tem muito malandro que se oferece pra doar sangue só pra fazer os exames de graça, mas caramba, se ele estivesse lá pra isso, com certeza mentiria na entrevista, como tanta gente faz. Após a doação, acaso o sangue não é analisado? Não fazem diversos exames para garantir que o sangue doado realmente será útil, e não há perigo em seu uso? Simplesmente não há justificativas para a norma da Anvisa nem para a proibição ou preconceito, como queiram chamar.Confesso, fiquei indignada. Mas, como diria o poeta: “A nossa indignação, é uma mosca sem asas…não ultrapassa as janelas de nossas casas…”


Anúncios

7 comentários em “Absurdo: Homossexuais não podem doar sangue

  1. Que triste isso de homossexual não poder doar sangue no Brasil! Por coincidência eu acabei de doar sangue agui, estou na Espanha, e não me perguntaram minha orientação sexual, só as perguntas de sempre como sobre aids, drogas e doenças. Então imagino que aqui não tenha isso, porque eu poderia ser homossexual que doaria do mesmo jeito, já que ela não me perguntou. Mas essa proibição é uma baita de um preconceito! ufs…

  2. É Rakky…. Já passei pela mesma situação do seu amigo, e vou fazer pqnas correções pontuadas no seu texto…. Bissexuais tbm não podem doar sangue… Senão eu poderia doar…
    E em geral, mulheres homossexuais também têm problemas pra doar sangue…. Tudo por puro preconceito, mesmo…
    Ridículo, ridículo… Como se já não fosse dificil arrumar doadores…
    Acho mto bonito qm tenta doar, mas eu me recuso a mentir, a falar pra mim mesma q é errado, mas q vou tar fazendo bem pra alguém…. Eu NÃO SOU CONIVENTE… Por mim, os bancos de sangue podem secar todos… Se não qrem meu sangue bi, melhor, q ele tá ótimo aqui nas minhas veias…

    Tem algumas pessoas homo, bi ou hetero, q falam q eu tou matando gente assim…. Engraçado… Essa minha atitude é 100% culpa do MS… E se mais gente tomasse a minha atitude também, aposto q algumas coisas mudariam…

    Mas claro, é mais fácil continuar parado, sentadinho, se conformando e sendo conivente…

    Mas bem, cada qual com sua consciência!

  3. Isso é um absuro…sinal de preconceito e uma indignidade total…qual a diferença do hetero e do homo nesse caso, por acaso nos heterossexuais nao pegamos doenças, acaso temos alguma imunidade que os homossexuais nao possuem…isso é uma vergonha realmente,e com certeza nao pode jamais ficar assim…otimo post,esse tipo de manifestaçao é um passo para que a coisa mude

  4. Pois é!

    Absurdos como esse acontecem todos os dias… puta preconceito!

    Se cada um fizer um pouquinho, talvez, todos juntos, consigamos mudar esse quadro VERGONHOSO!

    Obrigada a todos pelos comentários 😉

  5. Pessoal,

    Sei que a questão gera indignação, afinal é uma generalização, mas não podemos ignorar a nossa realidade… o Brasil ainda é um país subdesenvolvido e com muita gente malandra, várias questões para acertar e até que isso seja resolvido, infelzmente, a generalização será o caminho.
    Eu sou uma frequente doadora e afirmo com toda a certeza que não é porque sou hetero que o questionário é mais ameno, se tiver uma medicação indevida ou hábitos considerados e risco eu também sou impossibilitada de doar.
    Muitas vezes acho que é muita cautela, mas por mais que exames sejam feitos, alguns não acusam nos exames, sem contar que o próprio HIV só aparece nos exames de sangue após 3 meses.
    Além disso, não é só o fato de ser homossexual que invalida o doador, há uma série de outras doenças como do coração, hepatite e etc, que são proibitivas.

    1. Opa Vivi!

      Concordo com você com relação aos questionamentos. Mas o que gera indignação no caso é o preconceito da norma, lei, ou seja lá o que for. Tanto para heteros como para homos, bis e afins, o questionamento é o mesmo, os exames realizados no sangue são os mesmos e o tratamento é o mesmo. Porque então criar uma normatização junto à Vigilância Sanitária para proibir a doação de sangue por parte de homos se todo o sangue coletado passa por análise? Seria só o homossexual passivel de adquirir uma DST?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s