Os 20 anos da banda da minha vida

No último dia 5/6 um fato curioso que mudou bastante a minha vida completou 20 anos. Como assim Rakky, você só tem 23 anos menina! Pois é, mas foi assim: os quatro integrantes da recém formada banda mineira de ska “Skank” se apresentavam no Aeroanta, antigo e famoso bar da capital paulista, para um público pagante de singelas 36 pessoas. O grupo era formado pelo ex-tecladista do Sepultura, Henrique Portugal e os desconhecidos da cena musical paulista Samuel Rosa, Lelo Zanetti e Haroldo Ferreti.

Porque esse showzinho em que com certeza eu não estava mudou a minha vida? Acabo você, querido leitor que me conhece minimamente, consegue ouvir alguma música do Skank e não lembrar de mim? (se você é do Fã-Clube Skankarados essa pergunta não vale pra você, ok?). Acaso você consegue se lembrar de alguma situação muito bonita e especial em que eu não tenha lembrado de alguma música da banda? Acaso conhece alguém que goste mais deles do que eu? (De novo não vale, Skankarados!). Pois é, não né? Eu não vou contar aqui de novo porque eu acho eles incríveis, ou falar como me apaixonei pela banda, ou falar como é legal ver eles nos shows, ou falar da emoção de encontrá-los pessoalmente. Depois de anos como diretora e fundadora de um fã-clube dedicado aos meninos, essas emoções ficam em segundo plano. Hoje eu vou falar da importância desses meninos para a música nacional, por meio de algumas iniciativas suas que me enchem de orgulho. Vamos lá?

  • Web-Rádio: o Skank foi a primeira banda nacional a lançar uma web-rádio própria, na Internet, com programação 24 horas e sem tocar apenas suas músicas. Esse foi um marco para a carreira da banda já que, por meio da rádio, os fãs podem conhecer melhor as bandas que influenciam seus ídolos, ter acesso a conteúdos exclusivos de suas participações em festivais pelo Brasil e por todo o mundo e a gravar mensagens para os meninos, ouvidas em todo o Brasil pela turma que acompanha a rádio;
  • Banda 2.0: por usar com maestria as redes sociais para realizar promoções para os fãs e colher resultados incríveis por isso, a banda foi homenageada no Prêmio Multishow de 2009 com o troféu de “Banda Multimídia”;

  • Skank no Mineirão: quantas bandas brasileiras você conhece que seriam capazes de lotar de fãs de todo o Brasil um estádio com o tamanho do Mineirão? Eu conheço uma, é o Skank! O feito foi realizado em junho de 2010, num show ao vivo e de graça e numa estrutura com pouquíssimas falhas. O projeto deu origem a um CD / DVD e Blueray que reúne sucessos dos 19 anos de carreira da banda e três canções inéditas: “De Repente”, “Presença” e “Fotos na Estante”, essa última, gravada em estúdio depois da apresentação;

 

  • Participação especial – VOCÊS!: em abril desse ano o Skank lançou um dos projetos que considero o mais ousado até então: a SkankPlay, um portal de armazenamento de conteúdo para a gravação do clipe de “De Repente”, um dos singles lançados em 2010 na gravação do DVD “Skank no Mineirão”. A idéia é que cada fã faça seu vídeo tocando um dos instrumentos usados na música (violão, guitarra, bateria, baixo e teclado) ou cantando em uma das vozes da canção (primeira e segunda voz) para que sua gravação se junte a outras e forme um clipe diferente da música. Após enviar o vídeo e escolher com quem quer cantar / tocar a música, o fã envia seu vídeo diretamente do portal para o Youtube. Hoje, mais de 60 mil versões do clipe estão disponíveis no canal do projeto. E de novo, eles foram pioneiros no Brasil e no mundo!

 

  • Ouvindo os fãs: projetos como o Skank no Mineirão, reformas no site, promoções e sorteios e até testes das páginas do SkankPlay contam com a voz e a opinião de pessoas muito especiais para os quatro meninos de BH: nós, os fãs. Uma equipe ligada a produção da banda sempre envia e-mails para alguns fãs para receber suas opiniões sobre projetos e colhem as novas idéias para análise. O contato do site também responde rapidamente e está sempre lá para ajudar os fãs. Nos shows, produtores muito atenciosos cuidam da entrada de fãs no camarim quando há sorteio para tal e atendem com todo o respeito esses descabelados enlouquecidos que nós somos.

 

 

Acho que eu consigo citar mais uns 50 mil motivos, como a mudança no estilo musical e o sucesso da novidade, as atitudes discretas e corretas dos integrantes, o respeito ao público nos shows e entrevistas, a atenção dos parceiros da banda em todos os lugares e tantos outros, mas vou parar por aqui antes que fique chato. Só quero finalizar dizendo que o Skank me faz ver a vida de um jeito mais bonito porque sua música, simplicidade, carinho e presença me encantam cada vez mais. A emoção de ir a um show e, mesmo sem entrar no camarim, ter a certeza de que aqueles meninos ali do palco me conhecem, sabem quem eu sou, lembram de mim de sua última vinda a São Paulo ou simplesmente sabem da minha existência e me respeitam como fã já é mais que suficiente para explicar esse amor que só cresce a cada vez que eu penso sobre o assunto… e eu sempre penso!

Anúncios

2 comentários sobre “Os 20 anos da banda da minha vida

  1. É, eu sou testemunha do quanto essa menina curte esses caras…Mas tá certo, vai, os caras são bons mesmo. E eu pessoalmente, by the way, passei a curti-los e admirá-los bem mais depois que conheci a Rakky, que, por sua vez, me fez conhecê-los bem mais também.

    E foi muito divertido ir ao show do mineirão! xD

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s