Das coisas que não sou

Eu não sou do tipo que para no meio do caminho
Que põe o pé na frente
Pra fazer tropeçar

Não sou do tipo que torce
Que vibra, que quer
Ver o outro errar

Não sou do tipo que quer atenção
Por todo o tempo
Nem do tipo que faz birra do nada
A qualquer momento

Eu não sou do tipo que vinga
Que odeia, que corrói
Nem tenho qualquer sentimento
Que machuca ou que destrói

Não sou também do tipo que quer pena
Nem colo, nem proteção
Nem aquele tipinho egoísta que
Finge melhor que a turma da televisão

Talvez eu seja do tipo que fica com raiva da ingratidão
E da falta de zelo, de carinho, de respeito e de atenção
Ou aquele tipo que deixa de ver para não cair
E que descobre sem querer um jeito melhor de partir

Ou quem sabe eu seja o tipo que espera e sorri
Porque sente que o melhor está por vir
Ou do tipo que acredita que não há mal nenhum
Que não tenha explicação que vá surgir

Mas eu definitivamente não sou aquele tipo
Que quer vingança, que quer sangue, que quer destruição
Nem daquele que questiona, que corre, que quer explicação

Sou do tipo que entende a vida e a aceita pro bem
E que não atrapalha, nem observa, nem cutuca
A obra de ninguém

Anúncios

Um comentário sobre “Das coisas que não sou

  1. Pingback: Tchau 2012! | Blog da Rakky

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s