Das prisões que se cria

Eu me prendo. Sempre.

Sem amarras físicas. As minhas são mais densas. São amarras de espírito. De alma. De coração.

E elas fazem mal. Porque é difícil se desprender de coisas que você acredita que te fazem bem. De pessoas que te fazem sorrir. De gestos, palavras e ações. De gente bonita.

É ruim. É triste. É horrível. Mas, por vezes, é necessário.

Para libertar a própria existência, é necessário passar pelo sofrimento. Porque é nele que a vida está de verdade. É só quando você sai da sua zona de conforto que você vive de verdade. E a vida, de verdade, é difícil. As pessoas não estão acostumadas à vida de verdade, ao amor de verdade, à dor de verdade, ao dia a dia, de verdade.

Todos querem um sonho. Um motivo. Um alguém que se encaixe. Algo que possa ser olhado e percebido como alguma coisa que faz sentido. Como se ter algum sentido pudesse dar valor a uma existência. Todos estamos aqui, eternamente insatisfeitos, buscando algo que nos complete, que nos preencha, que nos faça pensar que não existe vazio.

Mas o vazio existe. Porque cada única pessoa nesse mundo está a procura de um sentido, de um momento que justifique, de uma forma concreta. Mas essa é a parte vazia. A procura, a eterna busca, é isso que é o vazio.

Se o mundo conseguisse simplesmente parar de procurar, seria simples ver que o vazio é o que incomoda. É a inquietude. É a falta de visão. São as algemas que a gente cria pra si próprio. É a zona de conforto.

O melhor da vida está fora da zona de conforto. Porque a vida é um risco, e a gente precisa correr. Todos os dias, um pouco de cada vez.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s